Lendo agora:

Mulheres de Buço: o coletivo que mistura sete artistas-performers 

Mulheres de Buço é um coletivo formado por sete artistas (Beatriz Morgana, Carolina Repetto, Clarice Sauma, Joana Castro, Lilia Wodraschka, Lucia Barros e Manuela Llerena) que se experimentam em várias artes. O grupo se juntou há três anos a partir de uma inquietação em comum: o espaço que as mulheres ocupam, tanto na vida quanto na arte.

Nós não somos belas, recatadas, nem do lar. Somos divas, bagaceiras e do open bar

Através da música e particularmente do funk, elas abordam questões como a sexualidade, a exposição e a aceitação do próprio corpo. Para isso, criam letras autorais e encenações performáticas que satirizam, denunciam e expõem situações do cotidiano feminino como a dificuldade de ser um grupo composto apenas por mulheres, dentro de um mundo onde o protagonismo é majoritariamente masculino. Com shows participativos, as apresentações estimulam e incentivam a interação dos presentes, seja no palco ou na plateia.

Além das sete artistas-performers se apresentam mais 3 musicistas (Silvia Autuori, no baixo e violino, Emilia B. Rodrigues, na bateria e Julie Fonteles, na guitarra), que ajudam a ocupar um espaço inovador, exclusivamente feminino. As Mulheres de Buço revelam o poder de utilização de performances cantando desde músicas românticas à proibidões nos mais diversos cenários.

Conheçam um pouco do trabalho delas:

Compartilhe
Escrito por

Quando pequena Camila praticava todos os esportes. Fizeram-na acreditar que se continuasse fazendo muitas coisas nunca seria a melhor em nada. Não demorou muito para descobrir que podia ser apenas boa em diversas coisas. Hoje é cantora, compositora e produtora da sua própria carreira musical. Também é publicitária, jornalista, apresentadora, idealizadora da SÊLA e editora do mulhernamusica.com.br.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *

Digite o que você deseja buscar