Lendo agora:

“Sempre senti falta de uma referência de amor travesti”: Malka lança clipe

Malka é luta e poesia em forma de mulher! Produtora musical, proprietária do estúdio 3dB Áudio, pianista, professora de canto e estudante de violão de arco — inclusive foi a primeira musicista trans a se apresentar na Sala São Paulo!

No dia 30 de Julho, a Malka lançou seu primeiro single “Pimenta“, que apesar de ser uma música de protesto, nos revela a força, autoestima e amizade compartilhada entre a comunidade trans, nas imagens captadas por Nu Abe aqui em São Paulo.

Hoje, Malka lança “Olhos Negros” com exclusividade para a Mulher na Música.

Ela nos conta que se trata de uma música romântica “escrevi por alguém que eu me apaixonei muito, e que acabou não acontecendo, talvez por conta da minha transição, coisas que machucam mas que a gente supera”.

foto: Nu Abe

No clipe, que conta com participação de Aretha Sadick, Malka quis mostrar o amor entre duas trans “eu sempre senti falta de uma referencia de amor travesti, esse clipe acaba sendo um baita clipe politico porque é um clipe de duas travestis se amando”.

foto: Nu Abe

As cenas são lindas, um encontro divertido, regado a vinho, boa conversa, música e sexo.

foto: Nu Abe

A cada segundo somos transportados para dentro dessa relação, conduzidos à experienciar esse amor que nos expõe: não há diferença de sentimentos e sensações de qualquer outro encontro amoroso.

foto: Nu Abe

“Esse clipe é muito importante porque sonhei com ele desde menina. É importante sabermos como é que a gente vai criar a nossa cultura.” Malka também nos revela que não está preocupada em enquadrar sua música dentro da musica pop, “estou procurando investir numa indentidade própria e esse já é um segundo passo nesse trabalho”.

foto: Nu Abe

De maneira extremamente delicada, Malka escancara mais um fragmento da vida cotidiana das travestis!

FICHA TÉCNICA

Aretha Sadick & Malka

Direção, fotografia, montagem: Nu Abe
Roteiro: Malka
Direção de arte: Nu Abe Styling:
FKawallys Making of: Luis Só
Assistente: Dallas Guebara

Compartilhe
Escrito por

Paulistana, 31 anos, riot grrrl, apaixonada por música, moda, arte e literatura. Inquieta, é estilista, arte terapeuta e cabeleireira natural. Na adolescência idealizou a Hard Grrrls e aprendeu tocar guitarra para formar a banda Sündae. Hoje, está na banda George Sand, é colunista independente da Revista AZMina e colaboradora do Mulher na Música.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *

Digite o que você deseja buscar