Lendo agora:

Dupla de produtoras musicais LALA lançam single de Brenda Band

Dupla de produtoras musicais LALA lançam single de Brenda Band

Começou! Está no ar o primeiro single da Coletânea SÊLA. A canção “Eu Me Viro” é da artista Brenda Band e tem a produção musical assinada pela dupla LALA, formada por Naná Rizinni e Joana Cid do selo Loop Discos.

Veja a entrevista que fizemos com Naná sobre a faixa e processo de gravação:

1) Como foi o processo de gravação da música para a coletânea SÊLA? Qual programa usou? Quais instrumentos tem na música? Comente um pouco.

Naná: Já havíamos trabalhado anteriormente com as duas artistas que entraram com músicas na coletânea, Ana Roman e Brenda Band, então isso ajudou, já conhecemos a estética musical, sabemos o que elas buscam em termos de sonoridade. A gente costuma trabalhar com referências musicais para entender onde elas querem chegar, conversamos bastante, ouvimos várias músicas e construímos o mapa da música com voz guia e um simples piano ou violão para marcar a harmonia. A partir daí Joana e eu entramos em estúdio e damos cara a canção. Vamos batendo bola com as artistas para estarmos sempre alinhadas.


2) Porque você se assumiu produtora musical? Demorou muito? Comente um pouco.

Naná: Eu sempre pré produzi minhas músicas no garage band, software de áudio que vem nos computadores da Apple, um Logic amador. Levava minhas pré produções para quem fosse produzir já com uma cara, um mapa, etc. 5 anos atrás comecei a trabalhar com publicidade fazendo trilhas para propagandas, seriados e jingles. Foi essa minha grande escola de produção, onde eu comecei a realmente entender o áudio. Estudei afundo o Logic, plataforma que uso para produção e daí comecei a produzir meus próprios trabalhos. De um tempo pra cá comecei a fazer alguns trabalhos de produção para artistas também. Alguns em parceria com a Bárbara Eugênia – compositora, cantora e produtora talentosíssima. Na sequência, Joana Cid – minha dupla de produção nas Lésbicas Assassinas de Los Angeles, e eu, fomos contratadas para produzir um jingle para uma campanha da marca Zaxy com as cantoras Priscila Alcântara e Luísa Sonza que foi bem bacana, deu super certo a dupla. Foi aí que começamos a trabalhar juntas.

3) Por que você escolheu essa intérprete para o seu single? Vocês já tinham trabalhado juntas antes?

Naná: Exatamente, escolhemos na verdade 4 músicas que estávamos finalizando quando recebemos o convite da SÊLA. As meninas escolheram 2 das 4. As músicas que escolhemos mandar são músicas que já estão com com uma continuidade de lançamentos próximos, as artistas são talentosas e sérias no que fazem.

4) O que mudou entre vocês depois que vocês gravaram para a coletânea SÊLA juntas? Quais foram as trocas?

Naná: Foi muito massa conhecer as meninas que também trabalham com produção musical. É sempre bom estar perto delas, são talentosas e acredito que essa coletânea servirá também como inspiração para outras futuras produtoras.

5) Por que você é produtora musical?

Naná: Eu adoro produzir musica. Estar em contato com outros instrumentos que não só o meu (bateria) abre a cabeça. Faz a gente estudar e isso só soma na nossa percepção musical. O processo da produção é  muito legal, ver a música nascer, tomar corpo. É muito lindo. Além disso, é mais uma opção de trabalho. Não é fácil dependermos do nosso instrumento unicamente para viver. Quanto mais opções temos, melhor.



Sobre Joana Cid


Joana Cid é baixista e compositora carioca e já experenciou diversas atividades relacionadas à música. Dentre elas, trabalhou no Come Together Music, companhia de ópera que tem um estúdio em Nova Iorque, onde trabalhou como produtora de áudio, gravou suas próprias músicas e também de outros artistas. Já integrou as bandas Tipo Uisque e Os Gutembergs com as quais participou de festivais nacionais como MADA (RN), Lollapalooza (SP), Festival de Verão de Salvador; e internacionais
como SXSW (Austin, TX) e Festival de Cinema Brasileiro na Austrália.
Atualmente está em turnê com o artista que acompanha desde 2015 Johnny Hooker, que tem sua carreira ascendente com shows nacionais e internacionais. Ao lado de Johnny já teve ilustres parcerias musicais, esteve no palco com Liniker, Filipe Catto, Elza Soares, Caetano Veloso, Daniela Mercury, Lenine, Seu Jorge, entre outros grandes nomes.

Sobre Naná Rizinni

Bacharel em instrumento popular, Naná estudou também na escola de música Drum-Tech, em Londres, durante 1 ano. Integrou bandas como Krepax e ManPurse (projeto que também contava com o ex-Cansei de Ser Sexy Adriano Cintra e com Marina Vello, ex-Bonde do Rolê). Já acompanhou artistas como Johnny Hooker, Jaloo, Tiê, Pequeno Cidadão (ao lado de Taciana Barros e Edgard Scandurra), Ana Cañas, Thiago Pethit, Karina Buhr, Filipe Catto, Bárbara Eugênia, As Mercenárias, Mônica Agena, Gilliard, o duo belga Vive La Fete, entre outros. Fez turnês pela Europa, Estados Unidos e América Latina e participou de festivais como Rock’n’Rio, Primavera Sounds (Barcelona) e SXSW (EUA). Em seu projeto solo, Naná tem lançados um EP e dois discos com composições próprias e em parceria.

Sobre LALA

LALA foi contratada pela produtora de áudio Loop Reclame para produzir a música de campanha da marca Zaxy estrelando as cantoras Priscila Alcântara e Luisa Sonza. Em 2017, ao lado de Gabriel Romitelli, Naná e Joana formam o trio A Vana e lançarão seu primeiro EP
“Saudade da minha ex” até o fim de 2018. Como instrumentistas, já estiveram no palco juntas acompanhando os artistas Johnny Hooker e Ana Cañas. Atualmente, a dupla está produzindo os discos das artistas Ana Roman e Brenda Band, esta que recém lançou o single “Nunca Vai Ser” produzido nos estúdios da Loop Reclame. A dupla também assinará a produção do terceiro álbum de Naná Rizinni – que será lançando em um EP e singles. As apresentações ao vivo contam com a dupla como formação.




Compartilhe

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *

Digite o que você deseja buscar