Lendo agora:

A maior pesquisa do país sobre mulher na música: participe do DATASIM

A maior pesquisa do país sobre mulher na música: participe do DATASIM

Um estudo que visa ampliar os diálogos/articulações com poder público e iniciativa privada em prol da maior/melhor participação das mulheres no mercado da música brasileira. É sobre isso que se trata o DATASIM, núcleo de pesquisa da SIM São Paulo, Semana Internacional da Música.

Quem são as mulheres das indústria da música? Como elas enxergam suas carreiras e onde se veem daqui a 5 anos?

Estas são algumas questões levantadas pela pesquisa “Mulheres na Indústria da Música no Brasil: Obstáculos, Oportunidades e Perspectivas”, que quer entender o perfil e as expectativas dessas profissionais. Este é o primeiro estudo sobre a participação feminina no mercado da música e é compatibilizado com a pesquisa Women In The U.S. Music Industry: Obstacles And Opportunities do Berklee College of Music e Women in Music (WIM).  

Nós da SÊLA não poderíamos deixar de participar dessa força tarefa para coletar o maior número possível de respostas. Então, se você é uma mulher na música ou conhece alguma mulher na música, compartilhe esse link que te leva ao questionário do estudo. Faça sua parte, afinal, o mundo merece essa pesquisa.

Participe e encaminhe o link abaixo para as suas redes:  
https://pt.surveymonkey.com/r/Pesquisa_Mulheres_DATASIM_linkSELA  

Mulheres que participaram do CONHESÊLA no último WME, conferência que inaugurou a pesquisa

“Dados e informações confiáveis servem para nos dar uma visão real sobre o cenário que esta sendo estudado. A pesquisa poderá mostrar para as mulheres que trabalham na indústria musical o quanto a nossa luta por igualdade funcionou nos últimos anos e quais as questões que ainda precisam ser discutidas”, reforça Fabiana Batistela, CEO da Inker, agência criadora da SIM SP.

Ainda temos muito trabalho pela frente e esse estudo vai nos ajudar a entender qual o melhor caminho para seguirmos daqui pra frente, ou trazer novas ideias. (Fabiana Batistela)

Além da Fabbie, estão no projeto Dani Ribas (Diretora DATA SIM) e Renata Gomes (Gerente de Projetos). A coleta de dados teve início na terceira edição da conferência Women’s Music Event, em março de 2019, e continuará até o final do ano. Os resultados serão apresentados na sétima edição da SIM, que acontece entre os dias 4 e 8 de dezembro, e disponibilizados gratuitamente no site do DATA SIM.

Dani Ribas e Fabiana Batistela, diretoras do DATASIM

A SIM SP ressalta que as respostas a este questionário são confidenciais e não serão divulgadas individualmente. O relatório final deste estudo será composto por dados agrupados e será apresentado na próxima edição da SIM São Paulo, em dezembro de 2019. 

Compartilhe
Escrito por

Quando criou a SÊLA, Camila entendeu que duas artistas tinham mais força que uma. E que três artistas tinham ainda mais força que duas. Desde então sua carreira solo como cantora e compositora ganhou outra dimensão e por isso tem se preparado para lançar o novo disco como GALI, seu novo nome artístico. Como empresária acumulou funções de publicitária, jornalista, apresentadora, palestrante e articuladora. Criou o mulhernamusica.com.br para estimular o conteúdo feito por elas e está aberta a quantas outras funções forem necessárias para fazer mais por elas.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *

Digite o que você deseja buscar