Lendo agora:

Festival GRLS! aposta no POP e em mais mulheres na música

Festival GRLS! aposta no POP e em mais mulheres na música

Chega o dia tão esperado: o público daquele festival de música hypado corre pras redes sociais, ávido por conferir o line up completo do evento. Bandas mais experientes, outras mais novas, artistas solos, DJs, do Brasil e de fora. Tem de tudo… Menos mulheres. Ou se não, bem poucas.

Publicado em Julho de 2019, pela pesquisadora Thabata Arruda (@oucamusicaindependente), na revista Zumbido (Selo Sesc), o levantamento “A presença feminina nos festivais brasileiros de 2016 a 2018 comprova uma dura realidade: nos anos de 2016, 2017 e 2018, considerando todos os 76 festivais brasileiros analisados no período, a participação de projetos exclusivamente femininos não passou de 20%. Se considerados grupos mistos, o número sobe para 30%, ainda longe de um cenário saudável no que diz respeito a equidade de gênero em festivais.

Ainda na mesma pesquisa, Arruda aponta que “…a carência de representatividade feminina nestes eventos surge da raiz da estrutura do mercado musical. Que, historicamente, é operado através das mãos e decisões de homens, em sua grande maioria. Por isso, iniciativas que visam a representatividade feminina dentro do mercado musical são cada vez mais necessárias e essenciais”, relaciona a autora.

Corta para 2020. Mais especificamente para o próximo final de semana, dias 7 e 8 de Março, quando acontecerá a primeira edição do festival GRLS!, no Memorial da América Latina, em São Paulo capital. Produzido pela T4F, o evento promoverá também um espaço de palestras e debates em parceria com o canal pago GNT – o GNT Talks! – e outro de Conexões, do qual a SÊLA fará parte ao lado da Girls Rock Camp e as minas da RAMA.

O festival foi pensado como um dia de experiência completa: a pessoa chega no evento às 10h30, participa de todas as atividades (…), troca experiências e depois termina com uma celebração, que são os shows

Paola Wescher, da T4F

Tierra Whack (Divulgação/Google Imagens)

Escalação 100% feminina

“O line up foi composto pensando em diversidade e alegria, por isso escolhemos a música pop como fio condutor”, explica Paola Wescher, diretora artística da T4F, em entrevista para a Mulher na Música. “O festival foi pensado como um dia de experiência completa: a pessoa chega no evento às 10h30, participa de todas as atividades, palestras, bate-papos, oficinas, conhece novos projetos, novas ideias, faz novas conexões, troca experiências e depois termina com uma celebração, que são os shows”, detalha a executiva.

Abrindo com o funk experimental da Linn da Quebrada, no sábado (7), o público presente no Memorial da América Latina vai tremer com Gaby Amarantos, conhecer o rap de Tierra Whack (EUA) e fechar a noite se esbaldando com a apresentação da britânica Kylie Minogue. Já no domingo (8), a banda Mulamba inicia a tarde com suas potências poéticas e sonoras, sendo seguida pelas cantoras pop MC Tha e IZA. Para encerrar seguimos para o show sensação da girl band britânica Little Mix.

Videoclipe da canção “Rito de Passá”, da MC Tha

Sobre a experiência de integrar um line up 100% feminino, a Mulher na Música conversou com a paulistana MC Tha, cantora e compositora que levará para o palco do GRLS! toda força de seu elogiado debut Rito de Passá (2019). “Acho de extrema importância, mas gostaria de ver acontecendo o ano todo. Muita coisa acontece somente no mês da mulher e isso me entristece. Sonho com o dia em que as mulheres cis e trans possam ser pauta naturalmente, o ano todo, por seu talento e não somente por suas dores. Que venham à tona mais minas tocando e na técnica dos espetáculos também!”, comenta a artista. Em ambos os dias os shows começam às 15:00 pontualmente.  

Textão, literatura, cancelamento e muito mais

A escritora Conceição Evaristo (foto de Richner Allan)

Se no período da tarde para a noite o lance é se esbaldar na pista, de manhã o papo é reto. Com curadoria da jornalista Renata Simões e da produtora Isis Virgílio, o espaço GNT Talks! iniciará suas atividades sábado e domingo a partir das 10:30, no Auditório Simon Bolívar. Lá, a ideia é que público e convidades debatam e reflitam sobre temas variados, como a construção de novas possibilidades de mundo, a importância da literatura feita por mulheres, independência financeira, cancelamentos na era virtual e outras prosas boas.

Entre as palestrantes convidadas estão as cantoras Pitty, Luisa Lovefoxxx e Raquel Virgínia, as escritoras Conceição Evaristo e Djamila Ribeiro, a youtuber Jout Jout, a Monja Coen e a astróloga Madama Br000na, entre outros nomes incríveis que você acessa por completo aqui.

 “Nós pensamos muito, refletimos, dialogamos diariamente para entender o que gostaríamos de construir, então pensamos em um encontro enriquecedor, em que ali o fio condutor seja a troca, as experiências vividas que nos levem a reflexão e a transformação”, revela Virgilio sobre a curadoria de temas e participantes do GNT Talks!. “Pensamos em assuntos que estão atravessando a sociedade em geral e que também provoquem o incômodo, pois só através dele podemos nos movimentar para a mudança”, completa a produtora.

Para Simões, o interessante da programação é perceber que “…a hora do show pode ser uma hora de papo reto sim. É levar mais um elemento que pode auxiliar nessa tomada de consciência. Cada um estará lá por um motivo e se a gente já colocar uma pequena parte do público pra refletir e seguir conversando sobre o assunto, já é de bom tamanho. A gente escolhe quando postar, quando debater e quando se divertir. Se der para fazer tudo isso junto, melhor ainda”.

Videoclipe da canção “Oração”, de Linn da Quebrada

SÊLA + GRLS! por mais mulheres na música

Se tem mulher na música, tem SÊLA junto! E dentro do festival GRLS! estaremos no espaço Conexões oferecendo consultorias individuais e coletivas ministradas pela produtora Camila Garófalo, sábado e domingo respectivamente.

“O interessante da SÊLA participar do festival vai tanto por essa capacitação que vamos oferecer, quanto pela cobertura que vamos produzir com as atrações convidadas. Acredito que essa parceria com a GRLS!  mostra que a SÊLA está ganhando reconhecimento no mercado, então não teria como eu estar mais feliz e orgulhosa!”, celebra Garófalo, fundadora da SÊLA e entusiasta de uma presença cada vez maior da mulher no mercado musical.

“Tanto no GRLS! quanto na Popload sempre buscamos ter mais presença feminina do que masculina. E quando uma empresa como a T4F resolve criar um festival para falar sobre isso e se compromete em empregar mais mulheres, dá uma escala e visibilidade maiores”, explana Paola Wescher, diretora artística da T4F. Cerca de 70% da equipe de produção do evento é formada por mulheres.

Quando perguntamos para Wescher qual a dica de ouro que ela tem para as mulheres que desejam seguir na área musical, seja qual for a função dentro dela, a diretora é certeira: “Procure se juntar e se cercar de pessoas que pensam como você, que trabalham como você gosta, comece aos poucos, não queira mudar o mundo de uma única vez. Aos poucos conseguimos mudar uma pessoa, outra, ganhar um mercado aqui, outro ali, muitas vezes não é como gostaríamos que fosse, mas é o melhor que conseguimos fazer hoje com o que está ao nosso alcance. Amanhã pode ser melhor tanto para você, quanto para todos aqueles que pensam como você. Ou para aqueles que, eventualmente, vão acabar pensando como você”, reflete ela. E aí, vamos juntas?

Videoclipe de “Can’t Get You Out Of My Head”, hit da cantora Kylie Minogue

Festival GRLS!
sábado e domingo, 7 e 8 de Março de 2020

a partir das 10:30 no Memorial da América LatinaSão Paulo/SP
Ingressos à venda no site da Tickets for Fun

Compartilhe
Escrito por

Formada em Jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero, no momento Izabela trabalha como assessora de imprensa musical. Viciada no assunto, consome música o tempo todo, seja em discos, livros, filmes e ingressos. Muitos ingressos. Feminista e fã de Patti Smith, Izabela colabora no Mulher na Música a fim de escrever boas histórias sobre mulheres incríveis, exatamente como você e todas nós.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios são marcados com *

Digite o que você deseja buscar